Enquanto potências entravam em crise, Cuba elevava salários, revela relatório

1 jun

Do Opera Mundi:

Entre 2006 e 2010, enquanto trabalhadores da Europa e dos Estados Unidos viviam os temores levantados pela crise financeira, os cubanos comemoravam uma estável e constante ascensão de sua média salarial. É o que revelou nesta sexta-feira (01/06) a ONE, Secretaria Nacional de Estatísticas de Cuba, em seu relatório sobre as variações de ganhos no país.

Em 2006, um operário cubano ganhava, em média, 387 pesos (787 reais). Após quatro anos, contudo, esse valor avançou mais de 15% e atingiu a marca dos 448 pesos (905 reais). As estatísticas incluiram dados coletados tanto no interior de empresas estatais quanto de empreendimentos de capital misto. Também foram inclusos pagamentos feitos a profissionais autônomos.

O setor que ofereceu maior aumento salarial a seus funcionários nesse intervalo de tempo foi o de agricultura, caça, silvicultura e pesca, área na qual a elevação da média salarial chegou a 114 pesos (230 reais). Mesmo assim, foi a construção civil que terminou 2011 com os funcionários mais bem remunerados – em média, 566 pesos (1144 reais) mensais.

Da perspectiva geográfica, foi a província de Ciego de Ávila, no centro da ilha, que apresentou as melhores médias salariais. Um intenso cultivo de Cana de Açúcar e Abacaxi sustentado por uma ampla infra-estrutura estatal de irrigação fortalece a economia local e garantiu, em 2010, uma média salarial de 497 pesos (cerca de mil reais).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: