“Parte da grande imprensa defende o atual modelo”, diz Tarso sobre pedágios

13 jun

Do Sul 21:

O governador Tarso Genro (PT) se manifestou na manhã desta quarta-feira (13) sobre a aprovação da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). O petista escreveu um longo comentário nareportagem do Sul21 que relata o embate político travado na Assembleia Legislativa no dia anterior em torno da proposta.

No comentário, Tarso disse que “as manifestações que transitam numa parte bem identificável da grande imprensa defendem o modelo atual de pedagiamento, sem dizê-lo de forma expressa”. O governador observou que “essa mesma ideologia (…) drenou milhões e milhões de reais para bolsos privados” e, ainda em referência a setores da imprensa gaúcha, apontou que o atual modelo foi “harmonicamente implantado com eles durante o governo Britto”.

Tarso comentou que não há pressa do governo em elaborar um novo modelo de pedágios e deixou claro que a criação de uma estatal para gerir os pedágios não elimina a possibilidade de o governo vir a fazer novas concessões à iniciativa privada no futuro. “Negociaremos com os usuários e com as empresas cada passo que dermos, sem nos deixar levar pela síndrome da pressa, que o neoliberalismo sempre instala, para reduzir as funções públicas do estado e beneficiar rapidamente interessados apenas no seus gordos negócios, mamados, estes sim, nas tetas do estado privatizado”, disse em seu comentário.

A Empresa Gaúcha de Rodovias irá administrar os três pedágios comunitários do Rio Grande do Sul e assumirá também os cinco polos que foram entregues à iniciativa privada em 1997 – cujos contratos vencem no ano que vem. O governador assegura que, se forem feitas novas concessões, a estatal que cuidará do processo. “Poderemos, sim, fazer concessões, que serão submetidas à Assembléia, nas estradas em que isso for melhor para o usuário (mais eficiência, menor custo e mais investimentos), com a EGR coordenando os pedágios comunitários, que serão preferenciais”, manifestou Tarso.

O petista deu, ainda, uma breve declaração à imprensa sobre o tema, ao ser questionado após uma reunião com executivos da Marcopolo. Ele reiterou que o novo modelo não será elaborado de forma açodada. “Não temos nenhuma pressa em dar satisfação às empresas privadas sobre qual será o sistema. Aprovamos um instrumento para começar um processo de reorganização dos pedágios e cumprir o que prometemos na campanha”, disse. Às 16h30 desta quarta, o governador dará uma coletiva à imprensa no Palácio Piratini onde detalhará o funcionamento da nova estatal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: