Centenas protestam contra derrubada de árvores e pedem derrubada do prefeito em Porto Alegre

29 maio

Texto e Fotos: Alexandre Haubrich, Jornalismo B

IMG_0129

“Ô Fortunati, pode esperar, a gente vai te derrubar”

“RBS, pode esperar, a tua hora vai chegar”

“Que vergonha, que vergonha deve ser / espancar trabalhador para ter o que comer”

“Puta que partiu, esse prefeito é a vergonha do Brasil”

“Vem, vem, vem pra luta, vem, contra o prefeito”

“Tatu! Tatu! Tá tudo errado!”

Na madrugada de terça para quarta-feira, a Prefeitura de Porto Alegre, com apoio da Brigada Militar, botou em marcha a derrubada de dezenas de árvores em uma área próxima à Usina do Gasômetro com o objetivo de duplicar a Avenida Beira-Rio. Mais de cem manifestantes se encontravam no local às duas horas da manhã, mas a operação começou apenas quando os cerca de 30 ativistas que há semanas acampavam no local já dormiam. As barracas foram sacudidas e 27 pessoas foram algemadas e levadas presas. As árvores começaram imediatamente a serem derrubadas. A resposta começou a vir no início da noite de quarta, quando cerca de 600 manifestantes se reuniram em frente à Prefeitura para reclamar a derrubada das árvores e pedir a derrubada do prefeito José Fortunati.

Entre palavras de ordem contra o prefeito e em defesa da cidade e da democracia, os ativistas carregaram cartazes e, durante cerca de uma hora e meia, se concentraram em frente à Prefeitura. A Guarda Municipal esteve todo o tempo na escadaria do prédio, para onde foi também a Tropa de Choque da BM quando os ânimos já estavam mais calmos. Então a tensão voltou, algumas cordas de isolamento arrebentaram e um confronto esteve próximo de iniciar, mas os manifestantes em seguida começaram a se afastar e a caminhar pela Borges de Medeiros.

O chargista Santiago, a comunicadora Kátia Sumam, o líder da Associação de Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho, César Cardia, as vereadores Fernanda Melchiona e Sofia Cavedon estiveram entre as centenas de pessoas que passaram, a partir das 19h30, a caminhar pelo Centro, seguindo pela José do Patrocínio até a Rua da República, onde entraram para seguir pela Lima e Silva. Em frente ao Bar Pinguim, onde casos de homofobia e agressões a clientes têm se repetido, a marcha parou por vários minutos para gritar “Pinguim homofóbico!”. A caminhada foi então até a Loureiro da Silva, onde parou por vários minutos até que todos se concentraram no Largo Zumbi dos Palmares. Já eram 21h30, depois de mais de três horas de manifestação.

A Brigada Militar acompanhou todo o percurso, e o clima foi, na maior parte do tempo, de relativa tranquilidade. Ainda na Borges de Medeiros alguns objetos foram arremessados contra as agências dos bancos Itaú e Santander, mas não houve grandes transtornos. Ainda em frente à Prefeitura, o clima havia ficado pesado quando, na disputa pelas cordas de isolamento, um policial militar disparou uma arma de choque e algumas laranjas voaram contra os que guardavam o prédio.

DSCF1744

DSCF1749

DSCF1750

DSCF1748

DSCF1751

DSCF1754

DSCF1759

DSCF1760

DSCF1761

IMG_0103

IMG_0111

DSCF1769


IMG_0125

IMG_0130

IMG_0134

IMG_0142

IMG_0150

IMG_0158

IMG_0159

IMG_0162

IMG_0168

IMG_0170

IMG_0171

DSCF1788

IMG_0173

DSCF1802

DSCF1803

DSCF1804

DSCF1805

DSCF1806

DSCF1807

DSCF1808

DSCF1818

DSCF1819

DSCF1820

IMG_0182

IMG_0183

IMG_0188

IMG_0195

2 Respostas to “Centenas protestam contra derrubada de árvores e pedem derrubada do prefeito em Porto Alegre”

  1. neiva 30 de maio de 2013 às 10:56 #

    essa sofia cavedon e baita oportunista…não faz nada e so aparece onde vai render midia

  2. Otávio Augusto 1 de junho de 2013 às 19:43 #

    Pois é, gente boa….E então?!?!?!? Vem aí a Copa do Mundo pra grande alegria de fumaça do povão e a financeira (essa concreta/plausível) do Estado + grandes empresários…..Pra mim toda essa deprimente situação já era mais do que previsível…..E o pior ainda está por vir, podem aguardar (não falo da eliminação da Seleção Brasileira; esta já é mais do que garantida)….Quero ver a herança econômica que vai sobrar pra nós,,,,,No fim da festa é que se costuma ver realmente o que aconteceu…..Passadas a torpeza, embriaguez, euforia, ilusão,,,,,Aí se chega o momento de enfrentar a terrível ressaca……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: