Élton Brum e Amarildo são lembrados em ato em Porto Alegre

21 ago

Texto e fotos: Alexandre Haubrich / Jornalismo B

IMG_0299

Há exatos quatro anos, em 21 de agosto de 2009, o Sem-Terra Élton Brum era assassinado pela Brigada Militar em São Gabriel. O governo Yeda Crusius e a BM comandada pelo coronel Paulo Roberto Mendes faziam uma vítima alvejada pelas costas. No fim da tarde de 21 de agosto de 2013, o Cambada Levanta e outros movimentos sociais levaram à Esquina Democrática, em Porto Alegre, a obrigação da memória.

A noite começou com uma intervenção teatral em torno do assassinato de Élton e da indiferença da sociedade em relação a seus lutadores caídos. Dezenas de pessoas pararam por alguns minutos seus caminhos para ver a apresentação. A arte conseguia comunicar o que a mídia latifundista tem silenciado.

Depois da peça, já com o Centro às escuras após um apagão, alguns discursos juntaram-se a faixas, cartazes e panfletos e lembraram que a violência do Estado, estimulada pelas elites econômicas, faz vítimas no campo e nas cidades. Élton Brum e Amarildo de Souza são um só símbolo.

IMG_0165 IMG_0170 IMG_0171 IMG_0172 IMG_0173 IMG_0174 IMG_0175IMG_0179 IMG_0181 IMG_0184 IMG_0186 IMG_0194 IMG_0202

IMG_0207 IMG_0206IMG_0209 IMG_0211 IMG_0217 IMG_0225 IMG_0238 IMG_0244 IMG_0259

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: