Ocupação da Assembleia Legislativa acaba, mas governo não aceita negociação

11 set

Texto e fotos: Alexandre Haubrich / Jornalismo B

IMG_0805

Depois de 17 horas de ocupação, professores e estudantes, capitaneados pela Comissão de Educação do Bloco de Lutas e por alguns núcleos do CPERS, deixaram na manhã desta quarta-feira o Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Em meio a um movimento grevista, os professores queriam a reabertura das negociações com o governo. Foi marcada a audiência exigida, mas a reunião não levou a novos encaminhamentos.

Uma assembleia na noite de terça definiu a saída para o momento em que a audiência, prevista para às 8h30, tivesse início. A reunião atrasou, mas por volta das 9h30 os manifestantes começaram a deixar a sala onde haviam passado a noite. Ainda na Assembleia foi lida uma carta do movimento, que explicava as razões da ocupação.

Após se retirarem, professores e estudantes se dirigiram em caminhada até a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), na avenida Praia de Belas. Por cerca de 40 minutos, aguardaram o resultado, anunciado pela presidenta do CPERS, Rejane de Oliveira: os pontos prioritários de reivindicação não irão avançar.

Rejane relatou que a posição do governo em relação ao Piso Nacional segue a mesma, sem possibilidade de mudanças. O mesmo acontece sobre a Reforma do Ensino Médio, admitindo-se apenas a possibilidade de repensar alguns pontos da aplicação, não da proposta. Sobre o Vale Transporte e o Vale Refeição, ficou indicada a marcação de uma nova reunião para que os professores apresentem um projeto nesse tema. O governo aceitou, porém, abonar os dias da greve. Durante a tarde haverá uma reunião do Comando de Greve para definir os próximos passos e o calendário do restante da semana.

Diante da indignação dos professores presentes, a presidenta do CPERS criticou o governador Tarso Genro: “O governo mente, isso não é nenhuma novidade pra nós. Mentiu que ia pagar o piso, mentiu que quer negociar, essa é a caracterização que nós temos, de fato, do governo”. Ela também saudou a importância da mobilização que ocupou a Assembleia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: